Política

Comitê ‘BrizoLula’, lançado pelo PT no Rio, irrita dirigentes do PDT: ‘É provocação’, diz Lupi

Uso de imagem do líder pedetista em comitê lançado por petistas é criticado por presidente pedetista e por Brizola Neto

Carlos Lupi e Ciro Gomes homenageiam Brizola.
Carlos Lupi e Ciro Gomes homenageiam Brizola.
Apoie Siga-nos no

A criação de um comitê batizado de “BrizoLula” por parte do diretório fluminense do PT, e que será inaugurado hoje no Centro do Rio, irritou dirigentes do PDT, sigla criada pelo ex-governador Leonel Brizola, que acusam os petistas de “oportunismo” e “uso ilegal” da imagem do político, morto em 2004. Com o objetivo de reunir “históricos brizolistas que apoiam Lula”, o evento de lançamento contará com as presenças do deputado federal Marcelo Freixo (PSB) e do presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), pré-candidatos a governador e a senador na chapa integrada pelo PT.

O uso do nome e da imagem de Brizola gerou reação de lideranças do PDT, que tem Ciro Gomes e Rodrigo Neves como pré-candidatos a presidente e ao governo do Rio. No plano nacional, os dois partidos vivem em crise, pelas críticas de Ciro a Lula e pela reclamação de pedetistas de que o PT pressiona a sigla para apoiar Lula.

Mais próximo aliado de Brizola em seus últimos anos de vida e herdeiro do comando do PDT, o presidente da sigla, Carlos Lupi, classificou como “provocação” o anúncio do comitê feito nas redes sociais pelo diretório estadual do PT.

— É pura provocação, sem nenhuma legitimidade — afirmou Lupi.

O convite à inauguração do comitê utiliza fotos antigas de Lula e Brizola juntos e destaca que “a unidade é a única forma de vencer o bolsonarismo”.

Racha familiar

A crise tem como pano de fundo divergências políticas na família Brizola. Ex-vereador do Rio e atualmente filiado ao PT, Leonal Brizola Neto, o Brizolinha, foi quem articulou a criação do comitê. De outro lado, um de seus irmãos, o ex-ministro do Trabalho no governo Dilma e ex-deputado federal Carlos Draudt Brizola, conhecido como Brizola Neto, é coordenador da campanha de Rodrigo Neves para o governo do Rio, além dirigente do PDT. Ambos são netos de Brizola. Ao GLOBO, Brizola Neto teceu críticas a criação do conselho por parte do PT e a Freixo, adversário eleitoral de Neves.

— É mais um oportunismo de sua campanha (de Freixo) a utilização completamente ilegal e indevida da imagem de Brizola para inauguração de um comitê de campanha. Lamento essa impostura, mais um oportunismo da pré-candidatura dele — reclamou Brizola Neto. — Brizola fundou e presidiu o PDT, único partido de sua vida após o Golpe de 1964, e o PDT tem um pré-candidato a governador que é Rodrigo Neves.

Procurado, Rodrigo Neves também se posicionou de forma contrária à criação do comitê que carrega o nome de Brizola, mas preferiu não se pronunciar. Freixo evitou o embate, e afirmou ter sido apenas convidado por Brizolinha.

— Fui convidado pelo neto do Brizola e por brizolistas históricos, como Vivaldo Barbosa (ex-presidente do PDT e um dos braços direitos de Leonel Brizola em seu governo). Fui apenas convidado e aceitei com muita honra — declarou Freixo.

O presidente da Alerj, André Ceciliano, por sua vez, reagiu às críticas feitas pelos dirigentes do PDT, e afirmou também ter sido convidado pelo ex-vereador Leonel Brizola Neto para participar do comitê.

— Não veja como oportunismo. O próprio prefeito Eduardo Paes (PSD) há pouco tempo me convidou para lançamento de um trailer do filme do Brizola e eu fui lá em memória dele. O Brizola é maior que o PDT, com todo respeito. Ele é história, foi governador de dois importantes estados (RJ e Rio Grande do Sul) — afirmou o parlamentar.

Agência O Globo

Agência O Globo
Agência de notícias e de fotojornalismo do Grupo Globo.

Tags: , , , , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.