…

Ciro Gomes, sobre segundo turno: “Ele não, sem dúvida”

Política

Em suas declarações após ficar em terceiro na disputa ao Planalto, Ciro Gomes, do PDT, adiantou que no segundo turno, é “Ele não, sem dúvida”. “Uma coisa eu posso adiantar: minha história de vida é em defesa da democracia e contra o ‘fascismo'”, garantiu o pedetista, que não chegou a verbalizar o apoio a Fernando Haddad, do PT.

Leia também:
Haddad: “Queremos unir os democratas do Brasil”
Jair Bolsonaro e Fernando Haddad disputam segundo turno

Ele afirmou que vai “tomar uma” com Carlos Lupi, presidente do PDT, nesta noite e irá comemorar a vitória do governador Camilo Santana, do PT, e de seu irmão Cid Gomes ao Senado no Ceará.

Ele festejou também a excelente votação que recebeu de estado de origem, onde amealhou mais de 40% dos votos válidos. No Ceará, Haddad teve 33,1% dos votos, e Jair Bolsonaro, do PSL, 21,76%.

Ele disse estar cheio de gratidão “pelos milhões de brasileiros que aceitaram minha mensagem”. “Agradecido especialmente ao povo do Ceará, que sabe dos meus defeitos, da minha humanidade. Esse é o sentimento.”

Ele afirmou que não demorará muito para indicar o que fará a partir do segundo turno. Pela sua declarações, fica claro que um acordo com Haddad é o mais provável.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem