Política

Bolsonaro promete provar na próxima semana que Aécio venceu em 2014

O presidente diz que levará um ‘hacker do bem’ para demonstrar na prática como foi a suposta fraude

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro disse que irá provar na semana que vem que Aécio Neves ganhou o segundo turno das eleições presidenciais em 2014. A promessa foi feita em entrevista à rádio Itatiaia na manhã desta terça-feira 20.

“Eu espero na semana que vem apresentar as provas de que houve fraude, aqui nessa sala onde você está. Para gente falar que realmente essas eleições para o governo federal não são seguras”, prometeu.

“Nós vamos apresentar uma fraude de 2014, no segundo turno, em que, segundo as pessoas que trabalharam em cima disso, o Aécio Neves ganhou as eleições. Isso vai ser comprovado e qualquer pessoa vai notar essa realidade”, acrescentou.

O presidente diz que levará um ‘hacker do bem’ para mostrar a fotografia minuto a minuto da apuração de 2014 e comprovar que houve fraude, voltando a repetir a tese de que se jogar uma moeda 231 vezes para o alto é impossível que ela tenha uma sequência de cara-coroa-cara-coroa.

“Eu vou provar semana que vem que Aécio Neves ganhou em 2014. Com um hacker meu aqui, com gente que entende de informática, com hacker do bem, demonstrando”, disse. “Eu vou demonstrar aqui que a fotografia minuto a minuto dos votos chegando no TSE em 2014 dava Aécio-Dilma-Aécio-Dilma até o final e sempre com a Dilma um montante um pouco maior do que o Aécio em todas as vezes. Isso é impossível de acontecer”.

 

O presidente afirmou ainda que irá encaminhar as provas para o corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas diz que a opinião pública é o que valerá mais após a transmissão.

“Não basta ter voto impresso, temos que ter também a contagem pública. Meia dúzia de técnicos conta os votos no Brasil. Quem ganha eleição é quem vota ou quem conta os votos?”, questionou.

Na entrevista, o presidente voltou a falar que só passará a faixa para o presidente que se eleger de forma ‘transparente’, se esquivando da resposta se fará o mesmo que Donald Trump nos Estados Unidos.

“Nós estamos fazendo de tudo para evitar problemas”, destacou para em seguida retornar para a tese de que as pesquisas do Datafolha que apontam vitória de Lula são falsas.

Sobre o espaço para o surgimento de uma terceira via, como apontado nas pesquisas, Bolsonaro foi categórico: “Não existe terceira via. Só está eu e o ex-presidiário que desviou bilhões disputando as eleições”.

Getulio Xavier

Getulio Xavier Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.