Política

Bolsonaro pretende gastar R$ 20 milhões com ‘pesquisa de opinião’ em 2022

Em ano eleitoral, governo quer entender as ‘preferências dos cidadãos sobre temas relevantes da agenda nacional’

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O governo federal publicou edital de licitação que visa a contratação de empresas para a realização de pesquisas de opinião que avaliem a atual gestão e as políticas implementadas até agora. 

O orçamento disponibilizado para o edital é de cerca de 20 milhões de reais, distribuídos entre pesquisas qualitativas e quantitativas. O valor corresponde ao dobro do que foi gasto nos governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB) em pesquisas de opinião. 

A licitação foi publicada nesta quarta-feira 26 pelo Ministério das Comunicações, comandada por Fábio Faria (PSD). 

Segundo a pasta, a pesquisa será “fundamental para a realização das atividades essenciais da SECOM [Secretaria de Comunicação] e dos integrantes do SICOM [Sistema Interno de Comunicações do governo federal], uma vez que o cenário nacional e a opinião da população estão em constante transformação”.

Apesar de a justificativa para o gasto se basear na “oportunidade [da população] de expressar-se sobre suas demandas mais prementes e também sobre o desempenho do Poder Executivo”, outras pesquisas com o mesmo caráter foram suspensas pelo presidente Jair Bolsonaro ainda no seu primeiro ano de governo. 

Um levantamento agora deve ajudar o presidente a elaborar propostas eleitorais que vão ao encontro com a expectativa da população, visando crescer nas pesquisas de intenção de voto. 

Atualmente, Jair Bolsonaro perderia o cargo para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em todas as pesquisas realizadas. 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.