Política

Bolsonaro distorce debate sobre redes sociais e insinua que Lula quer bloquear o WhatsApp no País

‘O pessoal vai ficar sem zap aí, pessoal?’, perguntou o ex-capitão; discussão sobre regulação das mídias entrou em pauta na viagem de Lula à Europa

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro distorceu declarações do ex-presidente Lula e sugeriu que o petista tentará bloquear o aplicativo WhatsApp caso vença as eleições deste ano. Em contato com apoiadores no cercadinho do Palácio da Alvorada nesta terça-feira 11, o ex-capitão afirmou que Lula “fala que vai controlar as mídias”.

“O pessoal vai ficar sem zap aí, pessoal? Ou querer ver uma matéria e não ter como ver, [porque] foi censurado?”, perguntou Bolsonaro, sorrindo.

Em novembro, Lula mencionou a necessidade de regulação das redes sociais na Bélgica, durante seu giro pela Europa. Em entrevista ao Grupo S&D, ele apontou os riscos de uma atuação sem freios das empresas que detêm as principais plataformas, com potencial para causar graves danos aos regimes democráticos.

Questionado sobre os riscos à democracia no cenário global, Lula mencionou como exemplo o impacto da disseminação de fake news em redes sociais na ascensão de extremistas de direita como Donald Trump e Bolsonaro.

“Todo mundo sabe que a eleição do Trump se deveu à construção de um processo de mentiras veiculado pelas redes digitais. No Brasil temos um presidente que conta cinco mentiras por dia pelas redes. Isso nos alimenta da necessidade de vivermos mais democraticamente, porque vamos ter de regulamentar as redes sociais”, avaliou Lula, que declarou que “uma coisa é utilizar os meios de comunicação para informar e educar, outra coisa é fazer maldade, contar mentiras, causar prejuízo à sociedade”.

“A gente não pode permitir que seja utilizada uma revolução como essa da digitalização para o mal. Eu não quero ser algoritmo, quero continuar sendo ser humano. Não quero ser teleguiado, quero ter sentimentos. Eu quero decidir o que faço, o que compro, no que eu voto, e isso precisamos regulamentar”, prosseguiu o petista. “Para que alguns espertos e maldosos não tentem virar donos da humanidade através da manipulação de algoritmos.”

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.