CartaExpressa

Bolsonaro defende Brasil como ‘liderança internacional antiaborto’

O ex-capitão ironizou texto que afirma que o País coordena processo de engajamento de governos ultraconservadores

O presidente Jair Bolsonaro (PL), durante live nas redes sociais. Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (PL), durante live nas redes sociais. Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro (PL) defendeu a posição do Brasil como “liderança internacional antiaborto” e criticou iniciativas que autorizem a prática.

Durante live nas redes sociais nesta quinta-feira 20, o ex-capitão fez um comentário irônico sobre um artigo intitulado Brasil assume liderança de aliança internacional antiaborto publicado em 13 de janeiro, no jornal Folha de S. Paulo. O texto tem autoria de Sonia Corrêa, coordenadora do Observatório de Sexualidade e Política, e Gustavo Huppes, assessor da Conectas Direitos Humanos.

O artigo afirma que, após o governo de Donald Trump, o Brasil passou a liderar um acordo internacional chamado Consenso de Genebra, composto por governos ultraconservadores em questão de gênero.

Ao reagir ao texto, Bolsonaro celebrou a posição e criticou o adversário Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Quem diria, hein? Se fosse o governo do PT, teríamos uma notícia dessa? Não”, debochou.

O presidente também citou de forma crítica uma ação do PSOL protocolada em 2017 no Supremo Tribunal Federal que trata da descriminalização do aborto até o terceiro mês de gestação.

“No terceiro mês, a criança já tem mão, tem boca, tem dedos, nariz, coração está todo formado, já começa a se mover no útero da mãe e até os seus rins funcionam”, disse Bolsonaro, ignorando uma série de argumentos de especialistas no tema e favoráveis à descriminalização da prática.

Na sequência, lembrou que o próximo presidente da República poderá indicar mais dois ministros para o STF. Bolsonaro já indicou dois – Kassio Nunes Marques e André Mendonça – e, se for reeleito, poderá apontar mais dois. De 11 magistrados, quatro seriam nomeados por indicação de Bolsonaro.

“Se for o Lula presidente da República, alguém acha que ele vai indicar alguém, para o Supremo, abortista ou não abortista? Eu acho que não preciso responder isso para vocês”, declarou.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.