Educação

Bolsonaro anuncia corte em investimento para faculdades de humanas

Para Bolsonaro, a função do governo é investir em cursos que melhorem a sociedade em sua volta

Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, na manhã desta sexta-feira 26, que o governo vai deixar de investir em faculdades de cursos de humanas como filosofia e sociologia para dar mais dinheiro a cursos como engenharia, veterinária e medicina. O anúncio foi feito pelas redes sociais. O pesselista contou que está estudando o caso junto de seu ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Na noite desta quinta-feira 25, em sua live semanal no Facebook, Bolsonaro estava com o ministro da Educação e os dois disseram que estavam estudando sobre o caso. Weintraub disse que está se inspirando no Japão, país que, segundo ele, cobra de faculdades de humanas para investir em cursos que têm retorno para a sociedade.

 

Os dois garantiram que as pessoas que já estão estudando não serão afetadas pela medida. Bolsonaro disse, também, que a função do governo é investir em cursos que melhorem a sociedade em sua volta, desconsiderando a importância de cursos de humanas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.