Assessor do PSL dá 10 tiros em foto de Lula e diz que “sai toda raiva”

'Janot, a gente faz é assim', disse Inspetor Alberto após disparos em fotografia de petista

Assessor do PSL atirou em foto de Lula e publica vídeo nas redes. (Foto: Reprodução/Instagram)

Assessor do PSL atirou em foto de Lula e publica vídeo nas redes. (Foto: Reprodução/Instagram)

Política

Uma foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) virou alvo de tiros pelo assessor parlamentar do deputado estadual André Fernandes (PSL-CE), o Inspetor Alberto. O assessor publicou um vídeo nas redes sociais, no domingo 29, em que faz disparos em série na direção da foto do petista.

Ao todo, são dez tiros. Ao fim do vídeo, Inspetor Alberto aproxima a câmera da foto de Lula e faz recomendações ao ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que confessou na semana passada ter entrado no Supremo Tribunal Federal (STF) para assassinar o ministro Gilmar Mendes.

“Janot, a gente faz é assim, para não tirar a vida de ninguém. Bota uma foto e descarrega. Babau, sai toda a raiva”, afirmou o policial civil.

Na legenda do vídeo, o assessor do PSL escreve: “Janot, quando um bandido coloca uma pedra no seu caminho, você descarrega sua raiva desse jeito, depois BA BAU”. Ele também indica uma página no Instagram, dedicada a si próprio, chamada “Inspetor Alberto Opressor”.

Alberto coleciona postagens favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). Dias atrás, também publicou uma imagem em que critica a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 16 anos, chamando-a de “nutella comunista” e ordenando que ela “cale a boca”. Na descrição de seu perfil, o assessor parlamentar se define como “cristão”, “armamentista” e “olavista”.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem