Política

Após sumiço, PF encontra as malas “extraviadas” do bunker de Geddel

Segundo o delegado Eugênio Ricas, tudo não passou de um mal entendido protagonizado pelo escrivão que notou a ausência das valises

Duas malas menores ficaram dentro de outras maiores, o que induziu o escrivão ao erro
Duas malas menores ficaram dentro de outras maiores, o que induziu o escrivão ao erro
Apoie Siga-nos no

Aparentemente, o serviço de restituição de bagagens da Polícia Federal é mais eficiente do que o das companhias aéreas. Menos de 24 horas após a mídia noticiar o sumiço de duas pequenas malas encontradas no bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima, o delegado Eugênio Ricas, diretor de Combate ao Crime Organizado, apresentou as valises desaparecidas.

Um relatório subscrito pelo escrivão Francisco Antonio Lima de Souza informa que, durante a Operação Tesouro Perdido, foram apreendidas nove malas no apartamento em Salvador atribuído ao peemedebista.

Quando o material chegou à Superintendência da PF em Brasília, ‘foi constatada a presença de somente sete malas, sendo seis grandes e uma pequena’.

Leia também:
Dodge aponta Geddel como líder e Renan dispara: “Para mim, era ouTro”
Lúcio Vieira Lima, irmão de Geddel, é alvo da PF
O esquema de 170 milhões do PMDB de Temer e o ‘bunker’ de Geddel

Segundo o delegado, tudo não passa de um mal entendido. Durante a busca, os agentes da PF encontraram cerca de 51 milhões de reais em espécie. As notas em dólar e em moeda nacional foram contadas e depositadas em um banco na Bahia.

Apenas as malas, vazias, foram despachadas para Brasília, onde foram periciadas. Na hora de acomodá-las no depósito da corporação, duas malas menores ficaram dentro de outras maiores, o que induziu o escrivão ao erro, emenda Ricas.

Em tempo: o relatório não faz referência às caixas de papelão encontradas ao lado das malas, como se vê na foto de divulgação da maior apreensão em dinheiro vivo da história da PF.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.