Após pesquisa indicar aumento da rejeição, Bolsonaro resgata vídeo sobre facada

'Essas imagens já fazem parte da história', escreveu o presidente ao publicar registro de seu desembarque para tratamento em São Paulo

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Política

Horas depois de uma pesquisa do instituto PoderData apontar que a rejeição ao seu governo subiu e chegou a 59%, o presidente Jair Bolsonaro publicou nas redes sociais um vídeo com o registro de seu desembarque em São Paulo após levar uma facada em Juiz de Fora (MG), durante a campanha eleitoral de 2018.

 

 

“Essas imagens já fazem parte da história. Desembarque em São Paulo, vindo de Juiz de Fora (07/setembro/2018)”, escreveu o presidente na legenda da postagem.

 

 

Na quarta-feira 26, a divulgação de uma pesquisa PoderData indicou que a reprovação ao governo de Jair Bolsonaro continua a crescer: ela é de 59%, uma elevação de cinco pontos percentuais em comparação à pesquisa divulgada há duas semanas.

Esse é o maior índice de reprovação desde junho de 2020. 35% aprovam o governo (eram 36% na última rodada). Os que dizem não saber se aprovam ou desaprovam a gestão federal são 6% (eram 10%).

A avaliação do trabalho de Jair Bolsonaro também piorou. Para 55%, o trabalho é ruim ou péssimo, crescimento de quatro pontos percentuais. Para 28% – mesmo percentual da pesquisa anterior – o trabalho pessoal do presidente é bom ou ótimo, enquanto 13% o consideram regular (eram 19%).

O PoderData entrevistou 2.500 pessoas em 462 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem