Política

Allan dos Santos volta ao Twitter e rebate Weintraub sobre asilo nos EUA

O blogueiro bolsonarista, descumprindo mais uma vez a decisão do STF, reapareceu nas redes nesta quarta-feira

Allan dos Santos reaparece no Twitter e descumpre decisão do STF.

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Allan dos Santos reaparece no Twitter e descumpre decisão do STF. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, do extinto portal Terça Livre, voltou às redes sociais nesta quarta-feira 8. Nas publicações, ele desmente um boato criado pelo ex-ministro da Educação Abraham Weintraub de que teria solicitado asilo político nos Estados Unidos.

“Essa informação falsa que rolou aí sobre alguma aceitação do governo americano ou coisa do tipo. É falso, tá?”, disse em um vídeo curto transmitido ao vivo em seu novo perfil.

Antes da gravação, o blogueiro também compartilhou uma publicação em que o ex-ministro se justifica dizendo que não mentiu, mas sim fez uma ‘suposição’.

“Eu comentei, em um grupo reservado, sobre um possível pedido de asilo do jornalista brasileiro, Allan dos Santos, aqui nos EUA. Foi apenas uma suposição minha. Não tenho nenhuma informação concreta sobre qualquer coisa nesse sentido”, justifica Weintraub.

Recentemente, o pedido de extradição do blogueiro foi alvo de polêmicas. O andamento do processo dado pelas autoridades brasileiras gerou reação do governo Jair Bolsonaro, que puniu os responsáveis por cumprir a decisão de Alexandre de Moraes.

Nesta quinta, servidores da Polícia Federal detalharam a pressão sofrida para não cumprirem a decisão do STF. Ao que tudo indica, o secretário Nacional de Justiça, Vicente Santini, cometeu crime de embaraço à investigação sobre milícias digitais. A delegada responsável pelo pedido de extradição foi retirada do cargo após dar andamento ao processo.

Em busca de dinheiro

Mais adiante, Allan insinua ter voltado às redes em busca de uma nova forma de financiamento, já que seus antigos sites e canais já não estão no ar. Segundo disse, estaria ‘gastando muito’ com sua defesa e por isso pediria que as pessoas o ‘apoiassem’ nos novos projetos.

“Estou tendo que gastar muito dinheiro com advogados, tanto no Brasil, quanto nos Estados Unidos. Então conto com o apoio de vocês”, acrescentou ao divulgar que está de volta às redes, descumprindo decisão do Supremo Tribunal Federal, que tirou do ar os canais usados por Allan para divulgar notícias falsas.

Segundo o próprio bolsonarista, ele apresenta diariamente um programa na internet e mantém um site, o que iria contra a decisão. No vídeo, diz ainda que ‘não existe crime de opinião’ e por isso ironiza a decisão no nome do novo perfil, chamado ‘Até que derrubem’.

“Não vou me calar, óbvio. Não existe crime de opinião, então conto com a ajuda de vocês”, diz.

No site é possível ler a avaliação de Allan sobre a decisão proferida por Alexandre de Moraes. O ministro não é nomeado diretamente na publicação, mas no texto fica evidente que é ele o alvo das declarações do blogueiro.

“Impedir uma pessoa de falar, defender-se e apresentar uma outra versão dos fatos narrados são direitos inalienáveis e nenhum tirano, ditador ou psicopata pode suprimi-los, independente do cargo que ocupa na sociedade”, escreve Allan.

“Incutir o medo por meio de técnicas de tortura psicológica é próprio de narcotraficantes e genocidas, mas esses eu conheci de perto. Não funcionará comigo”, acrescenta o blogueiro.

Getulio Xavier

Getulio Xavier
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.