Afonsinho

Médico e ex-jogador de futebol brasileiro

Opinião

assine e leia

Intensidade exagerada

O grande número de batidas de cabeça com cabeça, muitas vezes ocorridas entre companheiros do mesmo time, é preocupante

Foto: Botafogo
Foto: Botafogo
Apoie Siga-nos no

Tem causado muita preocupação o aumento da frequência de choques no futebol atual, cuja palavra de ordem é “intensidade”. Me assustam, principalmente, os casos de cabeça com cabeça, muitas vezes ocorridos entre companheiros do mesmo time.

O último jogo do Botafogo contra o Fluminense, pelo Campeonato Carioca, na segunda-feira 21, foi uma maluquice. O primeiro tempo teve um desgaste impressionante, com uma correria desenfreada entre os jogadores. A tônica da marcação, por parte de ambos os times, provocou um número elevado de erros de passe, faltas e paralisações. O resultado? Pouco futebol.

Este texto não representa, necessariamente, a opinião de CartaCapital.

Afonsinho

Afonsinho
Médico e ex-jogador de futebol brasileiro

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.