Frente Ampla

Confetes para Moro

A maneira despudorada como parte da mídia nacional tem incensado a candidatura de Sergio Moro revela que o establishment já escolheu seu candidato. Tudo o que setores do mercado financeiro e da direita tradicional brasileira desejam é um Bolsonaro civilizado e sem arroubos. Para eles, […]

O candidato Guilherme Boulos (PSOL). Foto: Reprodução/Twitter
O candidato Guilherme Boulos (PSOL). Foto: Reprodução/Twitter

A maneira despudorada como parte da mídia nacional tem incensado a candidatura de Sergio Moro revela que o establishment já escolheu seu candidato. Tudo o que setores do mercado financeiro e da direita tradicional brasileira desejam é um Bolsonaro civilizado e sem arroubos. Para eles, as políticas do governo Bolsonaro vão muito bem – a despeito de terem criado 19 milhões de famintos –, mas a figura do presidente causa constrangimentos todos os dias. Imaginem um Bolsonaro que use terno e não diga tantas baboseiras, eis o candidato ideal para a elite brasileira. Nas últimas semanas projetam euforicamente essa imagem no ex-juiz.

Moro, a rigor, não é nem mesmo uma terceira via. É a segunda via do bolsonarismo. Foi decisivo para a eleição do capitão, ao tirar Lula das eleições de 2018, tornando-se seu ministro. Entre outras atrocidades, defendeu o excludente de ilicitude para agentes de segurança que matam em serviço. Na condução da Operação Lava Jato, revelou-se tão autoritário quanto Bolsonaro e igualmente subserviente aos interesses do mercado. Seu alinhamento mais do que suspeito com o Departamento de Estado norte-americano também tranquiliza os entreguistas de plantão.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!