Aldo Fornazieri

Doutor em Ciência Política pela USP. Foi Diretor Acadêmico da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), onde é professor. Autor de 'Liderança e Poder'

Opinião

assine e leia

Dois zeros a perseguir

Lutar pela erradicação do desmatamento e da corrupção é essencial para o triunfo do terceiro governo Lula

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Sergio Lima/AFP
Apoie Siga-nos no

O governo Lula precisa perseguir dois zeros: o desmatamento zero e a corrupção zero. Trata-se de uma missão. É uma demanda moral, política, econômica e histórica. O desmatamento zero está implicado com o maior problema do nosso tempo: a crise ambiental e a complexidade de tragédias que ela proporcionará. Tem uma dimensão moral com o presente e o futuro. Diz respeito à nossa atitude perante a vida humana e a vida das espécies, e ao legado que precisamos deixar para as futuras gerações. Precisamos decidir como elas nos verão: como sujeitos desesperados, esforçados para corrigir nossos erros e os erros dos antepassados, ou nos verão como criminosos que não se detiveram perante as ambições descabidas e o egoísmo destruidor?

O desmatamento zero é um imperativo se queremos que o Brasil mantenha boa produtividade no campo e condições sanitárias adequadas nas cidades. É uma demanda irrenunciável se não quisermos enfrentar crises hídricas recorrentes, secas terrificantes e enchentes devastadoras. Toda a humanidade e toda a vida no planeta dependem desse compromisso.

Este texto não representa, necessariamente, a opinião de CartaCapital.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.