Soldado mata ao menos 17 pessoas a tiros na Tailândia

O agressor ainda não tinha sido capturado, e estava sendo procurado pela polícia em um shopping que foi isolado

Foto: Social Media / AFP

Foto: Social Media / AFP

Mundo

Um soldado tailandês matou pelo menos 17 pessoas a tiros, neste sábado 08, em Korat, uma cidade ao nordeste do país – anunciaram fontes médicas e policiais.

Há 17 mortos e 14 feridos, conforme fontes dos serviços médicos de emergência.

Identificado como o sargento Jakapanth Thomma, o agressor ainda não foi capturado e está sendo procurado pela polícia em um shopping que foi isolado. “O agressor usou uma metralhadora para disparar contra vítimas inocentes. Muitas delas morreram, ou ficaram feridas”, acrescentou a polícia.

O autor dos disparos roubou um veículo militar e publicou, nas redes sociais, fotos e vídeos dele vestido de uniforme e disparando na cidade de Korat.

Imagens e vídeos publicados online mostravam cenas de pânico e pessoas fugindo apavoradas sob o barulho dos disparos de uma arma automática.

A Tailândia é um dos países com maior percentual de pessoas com posse de armas do mundo, mas esse tipo de incidente, cometido por militares contra civis, é muito raro.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Post Tags
Compartilhar postagem