Rússia identifica primeiro caso da cepa H5N8 de gripe aviária em humanos

O vírus está presente em vários países europeus. Recentemente, na França, milhões de animais foram sacrificados para conter seu avanço

Foto: Dimitar DILKOFF/AFP

Foto: Dimitar DILKOFF/AFP

Mundo,Saúde

Autoridades russas afirmaram, neste sábado 20, que foi detectado o primeiro caso de transmissão da cepa H5N8 da gripe aviária para seres humanos e que já informaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre esta “importante descoberta”.

 

 

 

“A informação sobre o primeiro caso registrado no mundo de transmissão da gripe aviária (H5N8) para o ser humano já havia sido enviada para a Organização Mundial da Saúde”, explicou Anna Popova, diretora da agência sanitária russa, a Rospotrebnadzor, acrescentando que as sete pessoas contaminadas em uma granja de aves “estão bem”.

O vírus é altamente contagioso entre as aves, mas nunca havia sido relatada sua transmissão para humanos.

Popova disse que cientistas do laboratório russo Vektor isolaram material genético da cepa dos sete trabalhadores de um criadouro no sul do país, onde se detectou uma epidemia de gripe aviária em dezembro passado.

Os trabalhadores não sofreram efeitos graves para sua saúde e “se sentem bem”, acrescentou a responsável.

“Medidas foram tomadas rapidamente para controlar a situação”, completou Anna Popova.

Embora a cepa H5N8 já tenha “passado a barreira entre as espécies”, ao ser transmitida de aves para o homem, “essa variante do vírus não é transmitida de uma pessoa para outra, no momento atual”, esclareceu.

Popova considera que esta detecção “dá ao mundo inteiro tempo para se preparar”, criando testes e vacinas, “caso este vírus seja mais patogênico e perigoso para o ser humano e adquira a capacidade de se transmitir de pessoa para pessoa”.

O vírus da gripe aviária está presente em vários países europeus. Recentemente, na França, milhões de animais foram sacrificados para conter seu avanço.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem