Mundo

Peru: Alberto Fujimori apresenta melhora após cinco dias no hospital

O ex-ditador de extrema-direita foi hospitalizado em caráter de emergência na semanap assada, depois de sofrer uma crise cardíaca

O ex-ditador de extrema-direita Alberto Fujimori. Foto: HO/Prensa Fujimori/AFP
Apoie Siga-nos no

O octogenário ex-presidente peruano Alberto Fujimori apresenta uma “melhora” em sua saúde após cinco dias hospitalizado por problemas cardíacos em uma clínica em Lima, informou nesta terça-feira 8 seu médico pessoal.

“Até sábado, senti o presidente muito complicado, o deixaram muito sedado para conseguir que o coração entrasse em um bom ritmo, mas ontem (segunda) observamos alguma melhora”, disse à imprensa Alejandro Aguinaga. “Esperamos que essa melhora possa continuar, sobretudo tratando-se de uma pessoa idosa, que está prestes a completar 84 anos.”

Fujimori foi hospitalizado em caráter de emergência na quinta-feira, depois de sofrer uma crise cardíaca na base policial onde cumpre pena de 25 anos de prisão, desde 2007, por massacres perpetrados pelo exército durante seu governo (1990-2000) em supostas operações antiterroristas.

De origem japonesa, o ex-presidente se descompensou na manhã da última quinta-feira e precisou ser levado de ambulância ao hospital mais próximo, temendo por sua vida, segundo pessoas próximas. Depois, foi transferido para a unidade de cuidados intermediários de uma clínica privada.

O chefe de gabinete do presidente Pedro Castillo, Anibal Torres, disse na sexta-feira que “o ex-presidente Fujimori está sendo devidamente atendido” como os demais presos, e reiterou a possibilidade de o transferir para um presídio comum “quando melhorar”.

Fujimori sofre frequentemente de problemas respiratórios e neurológicos (paralisia facial) e hipertensão.

Sua filha mais velha e líder da oposição, Keiko Fujimori, denunciou em outubro que os planos do governo de transferir seu pai da prisão, como parte de uma política para acabar com o tratamento privilegiado de alguns presos, influenciaram a deterioração da saúde do ex-presidente.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo