Mundo

assine e leia

Os sacrifícios impostos à população por Pequim para esmagar o vírus

Na China, as autoridades decidiram dobrar a aposta em sua política de ‘Covid zero’: tentar eliminar a doença onde quer que ela surja

Vigilância total. A China aposta nos testes em massa, na vacinação de crianças e em severos lockdowns. Até agora tem funcionado
Vigilância total. A China aposta nos testes em massa, na vacinação de crianças e em severos lockdowns. Até agora tem funcionado
Apoie Siga-nos no

Moradores desesperados da cidade de Xi’an, no oeste da China, estão sem comida depois que foram impedidos de comprar alimentos, num feroz lockdown. Na província de Guangxi, no sul do país, habitantes que infringiram as leis da ­Covid-19 foram recentemente expostos ao escárnio público em desfiles pelas ruas em macacões de “material perigoso” com placas penduradas nos pescoços. O resto do mundo tem aprendido, devagar e com certa dificuldade, a conviver com a pandemia, mas na China as autoridades decidiram dobrar a aposta em sua política de “Covid zero”: tentar eliminar a doença onde quer que ela surja, a qualquer custo. Um único caso em uma cidade de fronteira levou 200 mil chineses a serem postos em quarentena no fim do mês passado.

Um aspecto-chave da política é o fechamento das fronteiras. Mas, em 2022, Pequim segue um caminho cada vez mais solitário.

Emma Graham-Harrison

Emma Graham-Harrison

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.