Número de mortos por coronavírus na China sobe para 490

Autoridades da província de Hubei reportaram 65 novos óbitos pela doença

Pessoas viajaram para o Ano Novo Lunar com máscaras de proteção. Foto: Nicolas Asfouri/AFP

Pessoas viajaram para o Ano Novo Lunar com máscaras de proteção. Foto: Nicolas Asfouri/AFP

Mundo

O número de mortes confirmadas no surto do novo coronavírus subiu para 490 na China, depois que autoridades da província de Hubei reportaram 65 novos óbitos na quarta-feira (noite de terça, 4, no Brasil).

Em sua atualização diária, os números da comissão de saúde de Hubei, a mais atingida pelo vírus, também mostraram um salto em infecções confirmadas, com 3.156 novos casos.

No Brasil, o Ministério da Saúde investiga 13 casos suspeitos de infecção. Até o momento, 16 casos foram descartados. Estão sob suspeitas seis casos em São Paulo, quatro no Rio Grande do Sul, dois em Santa Catarina e um no Rio de Janeiro.

Na terça-feira 4, o governo encaminhou um projeto de lei que detalha medidas sanitárias para o enfrentamento do coronavírus e prevê regras para a repatriação e quarentena no Brasil.

São cerca de 40 cidadãos brasileiros na cidade de Wuhan, foco do surto. Segundo o embaixador chinês no Brasil, Yang Wanming, a governo chinês vai facilitar a retirada dos brasileiros do país asiático.

*Com informações da AFP.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem