Mundo

Moscou anuncia abertura de corredores humanitários diários da Ucrânia para a Rússia

A medida, anunciada pelo Centro de Controle de Defesa Nacional da Rússia, não tem a participação de Kiev

Soldado ucranianos orientam evacuação de um ponto em Kiev. Foto: Dimitar DILKOFF / AFP
Soldado ucranianos orientam evacuação de um ponto em Kiev. Foto: Dimitar DILKOFF / AFP
Apoie Siga-nos no

O governo de Vladimir Putin afirmou nesta quinta-feira 10 que abrirá diariamente corredores humanitários para evacuar civis da Ucrânia para a Rússia, sem coordenação com Kiev.

O anúncio partiu do chefe do Centro de Controle de Defesa Nacional da Rússia, Mikhail Mizintsev. Segundo ele, os corredores “serão abertos unilateralmente” todos os dias, às 10h (de Moscou).

“Garantimos total segurança nos territórios controlados pelas Forças Armadas russas”, declarou Mizintsev. “Pedimos ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha e às Nações Unidas que trabalhem em estreita colaboração com as autoridades ucranianas para informar a população ucraniana sobre esta iniciativa russa.”

O ritmo de saída de refugiados que fogem dos combates na Ucrânia se acelerou nas últimas 24 horas, com mais de 160 mil pessoas atravessando a fronteira, segundo o último balanço da ONU, publicado nesta quinta-feira 10. O total passa de 2,3 milhões.

De acordo com as Nações Unidas, até 4 milhões de pessoas poderão abandonar o país por causa do conflito.

A Polônia recebe mais da metade dos refugiados – 1.412.503 – conforme o balanço de 8 de março. A Hungria acolheu até o momento 214.160, um pouco menos de 10% do total. Enquanto isso, 165.199 ucranianos fugiram em direção à Eslováquia.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.