Mundo

Justiça britânica determina que Assange recorra de extradição aos EUA

O fundador do WikiLeaks tenta evitar a pena de 175 anos de prisão após revelar segredos militares dos EUA

O fundador do Wikileaks, Julian Assange. Foto: Ben Stansall/AFP
Apoie Siga-nos no

A Justiça britânica decidiu, nesta segunda-feira 20, que Julian Assange tem direito a uma audiência completa para avaliar o seu recurso contra a extradição para os Estados Unidos.

O julgamento foi suspenso em março após os juízes britânicos solicitarem garantias de que o ativista australiano teria o direito de invocar a Primeira Emenda da Constituição norte-americana. O item protege a liberdade de expressão, evitando a condenação à pena de morte.

Os juízes concluíram que os EUA não apresentaram garantias satisfatórias de que poderia promover a pena de morte. Além disso, os magistrados apontaram que não há garantia suficiente para que Assange tenha direito a invocar a emenda mencionada. A decisão foi tomada por dois juízes.

O julgamento de hoje foi acompanhado pela esposa, o pai e o irmão de Assange. Do lado de fora do tribunal, manifestantes protestavam a favor da liberdade dele.

O fundador do WikiLeaks responde acusações de espionagem pelo vazamento de documentos confidenciais sobre atividades militares e diplomáticas norte-americanas, particularmente sobre a atuação dos EUA no Iraque e no Afeganistão.

O fundador do WikiLeaks enfrenta um pedido de 175 anos de prisão neste caso, que se tornou um símbolo de ameaças à liberdade de imprensa.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo