Mundo

Johnson descarta antecipar eleições, apesar de sangria do gabinete

Subiu para 27 o número de conservadores que deixaram o gabinete desde terça-feira, em protesto contra o polêmico premiê

Foto: Ben Stansall/AFP
Foto: Ben Stansall/AFP
Apoie Siga-nos no

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, descartou nesta quarta-feira 6 a possibilidade de convocar eleições antecipadas, apesar da renúncia de quase 30 membros de seu governo em menos de 24 horas, em protesto contra a legitimidade de um líder cercado por escândalos.

“Realmente, não acho que ninguém neste país queira que os políticos se dediquem agora a fazer campanha eleitoral. E acho que precisamos continuar servindo aos nossos eleitores e nos ocupando dos temas, com os quais eles se preocupam”, declarou Johnson a um comitê especial formado pelos presidentes das diferentes comissões parlamentares.

Outros cinco secretários de Estado (cargo equivalente a ministro) do governo de Boris Johnson renunciaram, em uma carta conjunta entregue hoje. Com isso, sobe para 27 o número de conservadores que deixaram o gabinete desde terça-feira, em protesto contra o polêmico premiê.

“De boa-fé, devemos pedir-lhe que, pelo bem do partido e do país, que se afaste”, afirma o quinteto em sua carta, em meio ao número cada vez maior de pedidos de renúncia de Johnson entre as fileiras de seu próprio Partido Conservador.

AFP

AFP
Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.