Mundo

Jack Dorsey deixará o cargo de CEO do Twitter

O mercado reagiu favoravelmente à informação, não confirmada pela empresa, e o Twitter subiu um pouco após a abertura de Wall Street

Jack Dorsey, CEO do Twitter

Foto: Marco BELLO / AFP
Jack Dorsey, CEO do Twitter Foto: Marco BELLO / AFP

O diretor-geral e co-fundador do Twitter, Jack Dorsey, deixará seu cargo de diretor-geral da rede social, segundo a rede de informações financeiras CNBC.

Desde seu retorno à frente da empresa em outubro de 2015, o empreendedor é frequentemente criticado por não ter deixado o comando de sua outra empresa, a especialista de pagamentos móveis Square, para se concentrar apenas no Twitter.

Milionário desde 2013 após a introdução do Twitter na bolsa, Jack Dorsey tem uma fortuna estimada em 11,8 bilhões de dólares pelo site da revista Forbes.

Sua primeira etapa à frente do Twitter como diretor-geral foi em 2007 e 2008, mas foi retirado do cargo pelo conselho de administração, insatisfeito com sua gestão.

O mercado reagiu favoravelmente à informação, não confirmada pela empresa, e o Twitter subiu um pouco após a abertura de Wall Street.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!