Mundo

Israel não pretende governar nem ocupar Gaza, diz Netanyahu

O Ministério da Saúde de Gaza anunciou nesta quinta um balanço de 10.812 mortos nos ataques aéreos israelenses

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Foto: Abir Sultan / POOL / AFP
Apoie Siga-nos no

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta quinta-feira 9 que seu país não pretende governar nem ocupar a Faixa de Gaza, que está sob cerco do Exército israelense desde o ataque do grupo palestino Hamas em 7 de outubro.

“Eu acredito que o Exército israelense está se saindo excepcionalmente bem”, disse em entrevista à emissora americana Fox News.

“Não buscamos governar Gaza. Não buscamos ocupá-la, mas queremos oferecer a ela e a nós um futuro melhor.”

O Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo Hamas, anunciou nesta quinta um balanço de 10.812 mortos nos ataques aéreos israelenses desde o início da guerra. Em 7 de outubro, integrantes do Hamas invadiram Israel e deixaram cerca de 1.400 mortos.

(Com informações da AFP)

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.