Mundo

Impeachment de Trump avança na Câmara dos Representantes dos EUA

Congressistas poderão convocar testemunhas para a Câmara a partir dessa decisão

O presidente dos EUA, Donald Trump (Foto: Andrew CABALLERO-REYNOLDS / AFP)
O presidente dos EUA, Donald Trump (Foto: Andrew CABALLERO-REYNOLDS / AFP)

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos votou, nesta quinta-feira (31), a favor de avançar no processo de investigação para um processo de impeachment do presidente Donald Trump, estabelecendo um marco legal que permitirá aos congressistas interrogar publicamente as testemunhas convocadas.

“Hoje a Câmara tomou o seguinte passo, estabelecendo os processos para audiências abertas, conduzidas pela Comissão de Inteligência da Câmara, para que o público possa ver os dados por si mesmo”, declarou, antes da votação, a presidente da Casa, a democrata Nancy Pelosi.

A oposição suspeita que o presidente norte-americano tenha pressionado o presidente da Ucrânia Volodymyr Zelensky a buscar informações comprometedoras sobre seu rival democrata, Joe Biden. Os democratas suspeitam ainda que Donald Trump tenha abusado de seu poder para fins eleitorais pessoais, e depois tentado anular o caso.

O filho de Biden, Hunter Biden, trabalhou para uma empresa ucraniana de gás chamada Burisna Holdings em 2014. A Ucrânia, no entanto, já estava no meio de uma crise com a Russia por conta da anexação da Crimeia ao território russo naquele mesmo ano. Na época, os Estados Unidos foram enfáticos em se posicionarem do lado da Ucrânia.

Trump – de acordo com o jornal Washington Post, que revelou sobre a ligação com o presidente Zelensky – estaria tentando mexer nesse passado para encontrar irregularidades de Hunter Biden na atuação estratégica que ocupava.

De acordo com o jornal, o presidente norte-americano suspendeu uma ajuda militar no valor de 400 milhões de dólares para a Ucrânia dias antes do telefonema para Zelensky, o que levantou mais suspeitas em relação a uma pressão por informações privilegiadas.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!