Mundo

Evo Morales é alvo de ordem de prisão por “terrorismo e sedição”

Ex-presidente boliviano abdicou do cargo em novembro e atualmente está refugiado na Argentina

Ex-presidente da Bolívia, Evo Morales. Foto: HO / Bolivian Presidency / AFP
Ex-presidente da Bolívia, Evo Morales. Foto: HO / Bolivian Presidency / AFP
Apoie Siga-nos no

A Procuradoria boliviana emitiu nesta quarta-feira 18 uma ordem de prisão contra Evo Morales por uma denúncia apresentada pelo atual governo interino do país. O ex-presidente do país abdicou do cargo em novembro e atualmente está refugiado na Argentina, após breve passagem como asilado político pelo México.

A ordem de prisão, que também é válida para o líder camponês Faustino Yucra, acusa Morales de “sedição (rebelião), terrorismo e financiamento ao terrorismo”.

A determinação assinada pelos procuradores de La Paz Jhimmy Almanza e Richard Villaca ordena a procuradores, policiais e/ou funcionários públicos que “apreendam e conduzam o senhor Juan Evo Morales Ayma, aos escritórios da Procuradoria”.

*Com informações de AFP

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.