Europa supera 25 milhões de casos de Covid e pandemia ofusca o Natal

Em meados de dezembro, continente se tornou o primeiro a superar os 500 mil mortos pelo coronavírus

Colisseu de Roma. Foto: Vincenzo Pinto/AFP

Colisseu de Roma. Foto: Vincenzo Pinto/AFP

Mundo

A Europa superou nesta sexta-feira, 25, a marca de 25 milhões de casos de coronavírus, em uma pandemia que ofuscou o Natal ao redor do mundo. O continente, que em meados de dezembro se tornou o primeiro a superar 500 mil mortos, é o mais afetado no mundo em número de contágios, de acordo com um balanço da AFP.

Em todo o planeta, a Covid-19 matou mais de 1,7 milhão de pessoas e infectou, aproximadamente, 80 milhões. Em sua tradicional mensagem de Natal, o Papa Francisco insistiu na “necessidade de fraternidade” neste momento da história, “marcado pela crise ecológica e pelos graves desequilíbrios econômicos e sociais, agravados pela pandemia do coronavírus”.

 

O pontífice também reservou palavras para as famílias “que não podem se reunir hoje, assim como as que se veem obrigadas a ficar em casa”, em um Natal singular, no qual muitas pessoas não conseguiram se reunir com os entes queridos devido às restrições da pandemia.

As dificuldades do “ano terrível” também foram mencionadas pelo diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus: “Vimos os sacrifícios que tantas pessoas fizeram para proteger e preservar a vida. Não podemos desperdiçar estes sacrifícios”, disse

“Mas temos esperança: as vacinas oferecem uma solução para sair por fim desta tragédia. Mas será necessário tempo para que todo o planeta seja vacinado”, afirmou em uma mensagem de Natal.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem