…

Estado de bem-estar virou estilo de vida para britânicos, diz Cameron

Mundo

LONDRES (AFP) – O primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, destacou no domingo 7 que o sistema de Estado de bem-estar “perdeu o rumo” e virou um “estilo de vida” para alguns britânicos.

“O Estado de bem-estar foi criado para ajudar as pessoas a sair da pobreza, mas muitas pessoas ficam presas dentro do sistema. Devia ser uma medida provisória em tempos difíceis, mas se tornou para muitos um estilo de vida”, afirma Cameron em um texto publicado no jornal The Sun.

O sistema de prestações sociais “foi concebido para nos unir, mas está criando ressentimentos”, completou o primeiro-ministro conservador.

“Ninguém quer trabalhar duro e ver que sua renda, recebida com sacrifício, financia coisas que alguém não pode bancar ou mantém gerações sob a dependência”, escreveu, ao defender sua reforma do sistema social que entra em vigor este mês.

“Assim, este mês faremos grandes mudanças. São mudanças ditadas por um princípio simples: restabelecer a justiça que deveria estar no centro de nosso sistema social e de nosso regime tributário”.

“Dizemos a todas as pessoas que trabalham duro em nosso país: estamos a seu lado”, completou.

O Reino Unido enfrenta a reforma mais drástica de suas políticas sociais na última década com a meta de David Cameron de reduzir o déficit público.

Leia mais em .

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem