Mundo

Envios de armas à Ucrânia ameaçam a segurança europeia, afirma Kremlin

Alerta ocorre após pedido da ministra britânica das Relações Exteriores, Liz Truss, para entrega de mais armas pesadas e aviões a Kiev

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Foto: NATALIA KOLESNIKOVA / AFP
O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov. Foto: NATALIA KOLESNIKOVA / AFP
Apoie Siga-nos no

Os envios de armas à Ucrânia “ameaçam a segurança” europeia, afirmou nesta quinta-feira o Kremlin, após um novo pedido da ministra britânica das Relações Exteriores, Liz Truss, para entrega de mais armas pesadas e aviões a Kiev.

“Esta tendência de inundar a Ucrânia de armas, especialmente armas pesadas, são atos que ameaçam a segurança do continente e provocam instabilidade”, declarou à imprensa o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

A chefe da diplomacia britânica pediu um reforço dos envios de armas pesadas e aviões para a Ucrânia, ao destacar que é momento de “coragem” diante da Rússia, que executa uma operação militar neste país desde 24 de fevereiro.

“Armas pesadas, tanques, aviões, buscar em nossos estoques, acelerar a produção, temos que fazer tudo isto”, insistiu Truss.

Ucrânia diz ter ‘direito’ a atacar alvos militares russos

A Ucrânia tem o “direito” de atacar objetivos militares russos – afirmou um assessor da Presidência ucraniana, sugerindo que Kiev poderá lançar ataques no território russo.

“A Rússia ataca a Ucrânia e mata civis. A Ucrânia se defenderá por todos os meios, inclusive com ataques contra depósitos e bases dos assassinos russos. O mundo reconhece esse direito”, tuitou Mikhailo Podoliak.

 

AFP

AFP
Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.