Em português, Brigitte Macron agradece aos brasileiros pelo apoio

'Os tempos mudam. Alguns estão dentro do trem da mudança, alguns ficaram na plataforma', declarou a primeira-dama francesa

(Foto: Thomas Samson/AFP)

(Foto: Thomas Samson/AFP)

Mundo

A esposa do presidente da França, Brigitte Macron, agradeceu aos brasileiros, nesta quinta-feira 29, pelo apoio após o comentário ofensivo do presidente Jair Bolsonaro.

“Apenas queria dizer (…), já que vejo que há câmeras, duas palavras para os brasileiros e as brasileiras, em português (…): ‘Muito obrigada!’ Muito, muito obrigada a todos que me apoiaram”, declarou a primeira-dama da França durante uma visita a cidade de Azincourt, no norte francês, onde participou de um evento oficial. “Os tempos mudam. Alguns estão dentro do trem da mudança (…) Mas nem todos estão: alguns ficaram na plataforma”, disse, sob forte aplauso.

“Para além de mim mesma, é por todas as mulheres. Todas as mulheres se viram afetadas. (…) As coisas estão mudando. Todo o mundo deve estar consciente disso. Há coisas que não se pode mais dizer e coisas que não se pode mais fazer”, insistiu. “Espero que ouçam isso. Me emocionou muito”, acrescentou ela, mais tarde, ao se referir ao apoio de muitos brasileiros, após o episódio envolvendo Bolsonaro.

Realizada no fim de semana passado em Biarritz, a última cúpula do G7 deu origem a um embate diplomático entre Bolsonaro e seu colega francês, Emmanuel Macron, em relação aos atuais incêndios da Amazônia.

As declarações ofensivas do brasileiro sobre a primeira-dama francesa levaram Macron a desejar abertamente, diante das câmeras do mundo inteiro, que o “povo brasileiro tenha muito rapidamente um presidente que se comporte à altura”.

Os internautas brasileiros inundaram as redes, condenando a atitude do presidente com a hashtag #DesculpaBrigitte. Na quarta-feira 28, Bolsonaro retirou seu comentário ofensivo publicado no Facebook para “evitar que seja mal-interpretado”, alegou seu porta-voz.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem