Eduardo Bolsonaro compartilha montagem falsa para atacar Greta Thunberg

O filho do presidente saiu em defesa de seu pai, criticado por Greta, e utilizou uma foto manipulada para justificar seu argumento

STEPHANIE KEITH / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

STEPHANIE KEITH / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Mundo

O deputado federal e possível futuro embaixador do Brasil nos EUA, Eduardo Bolsonaro, utilizou sua conta no Twitter nesta quarta-feira 25  para atacar a adolescente Greta Thunberg. A sueca, que é ativista ambiental, fez um discurso na Assembleia Geral das Nações unidas sobre as mudanças climáticas que viralizou por todo o mundo.

Greta falou firme com os líderes e disse que países como França, Alemanha, Argentina , Turquia e Brasil não fazem o suficiente para combater o aquecimento global. O discurso foi proferido na última segunda-feira, 23, em Nova York.

Claro que Eduardo, filho 03 do presidente, saiu em defesa de seu pai, que estava entre os criticados por Greta. O problema é que, ao criticar a atitude da ativista, o deputado compartilhou em seus redes uma falsa montagem com a sueca, no qual ela aparece comendo em frente de crianças africanas.

A foto em questão, compartilhada por Eduardo, é uma montagem de uma imagem postada por Greta, no qual a garota come dentro de um trem sentido a Dinamarca. O momento foi divulgado no Instagram da ativista no dia 22 de janeiro de 2019.

Na janela, não aparecem crianças, e sim algumas árvores desfolhadas. Na legenda, está escrito: “Almoço na Dinamarca”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Lunch in Denmark.

Uma publicação compartilhada por Greta Thunberg (@gretathunberg) em

A outra imagem utilizada na montagem foi tirada em 2007, na República Centro-Africana, pela fotógrafa Stephanie Hancock, da agência Reuters. As crianças retratadas viviam em um campo de refugiados.

George Soros

Além da imagem falsa, Eduardo compartilha uma “matéria” falsa dizendo que Greta é financiada pelo multimilionário George Soros. A informação, que não é verdadeira,  partiu de uma foto manipulada de Greta, em que a cabeça de Soros foi colocada no lugar do rosto de Al Gore, ao lado de quem a jovem realmente pousou. A imagem original data de dezembro de 2018 e foi publicada nas redes sociais pela própria garota, que agradecia Al Gore por ser “um verdadeiro pioneiro” da causa ambiental.

Dias antes, ambos haviam participado da Conferência do Clima da Polônia (COP-24), na qual fizeram discursos para pressionar os governos a adotar medidas ambiciosas de proteção do planeta.

Nos últimos meses, Greta se tornou uma das principais vozes sobre assuntos climáticos ao cobrar que autoridades combatam o aquecimento global. A estudante chamou atenção ao ganhar lugar cativos de assembleias e encontros globais sobre o clima.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem