China confirma primeiro contágio humano de cepa da gripe aviária

Segundo a Comissão Nacional de Saúde chinesa, o risco de grande propagação entre pessoas é baixo

Coronavírus na China. Foto: AFP

Coronavírus na China. Foto: AFP

Mundo

A China informou, nesta terça-feira 1, a descoberta do primeiro contágio humano no mundo da cepa H10N3 de gripe aviária, mas disse que o risco de grande propagação entre pessoas é baixo.

 

 

Um homem de 41 anos deu entrada em um hospital, no dia 28 de abril, apresentando febre e mal estar. Ele foi diagnosticado com H10N3 um mês depois, declarou a Comissão Nacional de Saúde chinesa (NHC) em um comunicado.

“O risco de uma propagação em grande escala é extremamente baixo”, afirmou.

O homem afetado se encontra em condição estável e seus contatos estreitos não registraram “anormalidades”, acrescentou a Comissão.

O organismo classificou o H10N3 de pouco patógeno nas aves, com poucas probabilidades de causar morte, ou doenças graves.

Segundo a NHC, até agora não se havia registrado no mundo qualquer contágio humano de H10N3.

Na China, foram detectadas várias cepas de gripe aviária em animais, mas em pessoas é pouco comum. A última epidemia de gripe aviária no gigante asiático foi no final de 2016 e 2017, com o vírus H7N9.

O H7N9 contaminou 1.668 pessoas e causou a morte de 616 desde 2013, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura.

A covid-19 foi detectada pela primeira vez em um mercado de comida e animais em Wuhan, no centro do país, no final de 2019. Desde então, deixou mais de 3,5 milhões de mortos no mundo.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem