Chefe da Otan apoia tese sobre míssil causar acidente aéreo no Irã

'Não temos motivos para não acreditar nos relatórios que vimos de diferentes capitais aliadas', afirma Jens Stoltenberg

Jens Stoltenberg, chefe da Otan - Foto: KENZO TRIBOUILLARD/AFP

Jens Stoltenberg, chefe da Otan - Foto: KENZO TRIBOUILLARD/AFP

Mundo

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, aprovou nesta sexta-feira a tese de aliados segundo a qual um míssil abateu o avião ucraniano que caiu na quarta-feira perto de Teerã, algo que o Irã nega. “Não temos motivos para não acreditar nos relatórios que vimos de diferentes capitais aliadas”, disse Stoltenberg ao chegar a uma reunião de ministros das Relações Exteriores da Europa para resolver a tensão entre o Irã e os Estados Unidos.

A Holanda anunciou nesta sexta-feira que tem informações de que um míssil iraniano provavelmente causou o acidente com o Boeing ucraniano perto de Teerã na quarta-feira. O Canadá e o Reino Unido já alegaram que o acidente, que resultou na morte de 176 pessoas, foi causado por um míssil iraniano, provavelmente disparado por engano.

“Com base em informações do MIVD (Serviço Militar de Inteligência e Segurança da Holanda), podemos dizer que é provável que um míssil antiaéreo iraniano tenha causado o acidente de avião”, disse Ank Bijleveld, ministro da Defesa da Holanda, após um conselho de ministros Bijleveld não forneceu detalhes sobre como seu país obteve essas informações.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem