Mundo

Casa Branca diz que Brasil ‘papagueia propaganda russa e chinesa’ sobre a Ucrânia

No final de semana, declarações de Lula sobre o conflito geraram repercussão internacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao lado do presidente chinês Xi Jinping. Foto: Ken Ishii/POOL/AFP
Apoie Siga-nos no

A Casa Branca criticou duramente o Brasil, nesta segunda-feira 17, depois de o presidente Lula afirmar, durante viagem à China, que os Estados Unidos encorajam a guerra na Ucrânia.

“Neste caso, o Brasil está papagueando a propaganda russa e chinesa sem observar os fatos em absoluto”, disse a jornalistas o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Kirby.

No final de semana, duas declarações de Lula sobre a guerra geraram repercussão internacional:

  • Na sexta-feira 14, em Pequim, ele afirmou que os Estados Unidos e a União Europeia “precisam parar de incentivar a guerra e começar a falar em paz”.  Só assim, prosseguiu Lula, será possível “convencer Putin e Zelensky de que a paz interessa a todo o mundo e a guerra, por enquanto, só está interessando aos dois”;
  • No domingo 16, em Abu Dhabi, o petista disse: “Eu penso que a construção da guerra foi mais fácil do que será a saída da guerra, porque a decisão da guerra foi tomada por dois países”.

Nesta segunda, o chanceler da Rússia, Sergey Lavrov, transmitiu um convite de Vladimir Putin para que Lula visite Moscou. A informação foi divulgada após encontro com o ministro brasileiro das Relações Exterioes, Mauro Vieira.

“As visões do Brasil e da Rússia são únicas em relação aos acontecimentos que ocorrem na Rússia, e estamos atingindo uma ordem mundial mais justa e correta, baseando-se no direito. Isso nos dá uma visão de mundo multipolar”, disse Lavrov depois da agenda.

Em uma rápida declaração após o encontro, Vieira afirmou ter reiterado a Lavrov a disposição do Brasil de participar de uma solução para a guerra na Ucrânia. “Afirmo também nossa posição sobre um cessar-fogo o mais rápido possível, sobre o respeito ao direito humanitário e também sobre o estabelecimento de uma paz a longo prazo, que é importante para nós.”

(Com informações da AFP)

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo