CartaExpressa

Câmara dos EUA aprova formalização de inquérito de impeachment contra Biden

Oposição quer investigar se Biden tem envolvimento com os negócios suspeitos do filho, Hunter

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Foto: Saul Loeb/AFP
Apoie Siga-nos no

Em mais um revés para a gestão de Joe Biden, a Câmara de Deputados dos Estados Unidos aprovou nesta quarta-feira 13 a formalização de um inquérito de impeachment contra Biden.

O procedimento foi iniciado em setembro, por determinação do então presidente da Casa, Kevin McCarthy. O placar foi de 221 votos a favor e 212 contrários.

A votação desta quarta tem um caráter muito mais simbólico, com o efeito prático de ampliar o poder dos comitês que investigam o presidente.

A oposição quer investigar se Biden tem envolvimento com os negócios suspeitos do filho, Hunter, com empresas estrangeiras.

Tanto a Casa Branca como Hunter negam as acusações.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo