Brasileiro que invadiu o Capitólio é condenado pela justiça americana

A invasão, em janeiro deste ano, foi motivada pelo fato de Trump afirmar que não aceitaria o resultado das eleições, que deu vitória a Biden

Brasileiro que invadiu o Capitólio é condenado pela justiça americana

Mundo

A justiça americana condenou um brasileiro que participou da invasão ao Capitólio em janeiro deste ano. Segundo a decisão, publicada no último dia 12, Eliel Rosa terá de cumprir um ano de liberdade condicional, pagar multa de 500 dólares, pouco mais de R$ 2,7 mil, e prestar cem horas de serviços comunitários.

 

 

Segundo as investigações do FBI, Rosa viajou do Texas para Washington, motivado por um post de Trump no Twitter, em que o republicano convocava apoiadores a uma manifestação, alegando fraude nas eleições. Ele teve a companhia de uma amiga, Jenny Cudd, que também participou do protesto.

Os dois entraram no prédio por volta das 14h35. Ele foi fotografado dentro da sede do Legislativo e também aparece em imagens de câmeras de segurança. Rosa chegou a postar no Facebook um registro, em que aparece ao lado da amiga dentro do Capitólio.

O brasileiro foi indiciado por obstrução de procedimento oficial, entrar e permanecer em um prédio ou terreno restrito e conduta desordenada e perturbadora. O inquérito do FBI não fala em atos violentos ou danos causados por ele no Congresso.

A invasão ao prédio, no dia 6 de janeiro deste ano, foi motivada pelo fato de o então presidente Donald Trump afirmar que não aceitaria o resultado das eleições, que deu vitória a Joe Biden. Cinco pessoas morreram no tumulto.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem