Mundo

Brasileiro é apontado como autor do ataque com espada que deixou um adolescente morto em Londres

Marcus Arduini Monzo também possui nacionalidade espanhola e está preso desde terça-feira

Brasileiro foi detido após realizar um ataque com uma espada em Londres. — Foto: Adrian Dennis/AFP
Apoie Siga-nos no

A polícia britânica apontou um brasileiro como o principal suspeito de assassinar um adolescente de 14 anos em um ataque com espada, em Londres. Outras quatro pessoas também ficaram feridas, incluindo dois agentes de polícia.

Marcus Arduini Monzo, que também possui nacionalidade espanhola, foi preso logo após o incidente registrado na terça-feira 30.

Segundo a polícia britânica, indícios não corroboram a tese de que o ataque possa estar vinculado a atos de terrorismo. A motivação para o crime ainda não foi elucidada.

Monzo é acusado de tentativa de homicídio, lesões corporais graves, roubo qualificado e posse de artigo laminado.

O menor de idade morto pelo brasileiro chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Imagens publicadas nas redes sociais e recolhidas pela mídia britânica mostravam um homem branco, vestindo calça preta e um moletom amarelo com capuz, espada na mão e andando de forma irregular. Nas imagens, é possível ver que carros da polícia cercavam o local.

O primeiro-ministro do Reino Unido, o conservador Rishi Sunak, classificou o episódio como um “incidente terrível”.

“Tal violência não tem lugar nas nossas ruas”, escreveu na rede social X. O prefeito de Londres, Sadiq Khan, disse estar “absolutamente devastado” com o ataque.

Ataques aumentam

Os ataques com facas e espadas estão aumentando no Reino Unido. Segundo dados oficiais, no ano passado, aumentaram 7%, chegando a quase 50 mil casos do tipo na Inglaterra e no País de Gales.

Em Londres, os ataques com facas e espadas aumentaram 20%. Por lá, já são 14.577 episódios registrados, voltando aos níveis anteriores à pandemia de coronavírus.

Na semana passada, Sunak criticou a política de segurança do prefeito de Londres, nas vésperas das eleições municipais marcadas para esta quinta-feira.

(Com informações da AFP)

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo