Mundo

Bombardeios registrados na linha de frente do leste da Ucrânia

O som das bombas era ouvido na cidade, que foi alvo na quinta-feira de bombardeios dos separatistas. Um deles atingiu uma creche, mas não provocou vítimas

AFP PHOTO/ RUSSIAN DEFENCE MINISTRY
Apoie Siga-nos no

Novos bombardeios foram registrados nesta sexta-feira (18) perto de Stanytsia Luganska, uma cidade no leste da Ucrânia sob controle das forças do governo que lutam contra os separatistas pró-Rússia, constataram jornalistas da AFP no local.

Os bombardeios aumentam a tensão entre a Rússia e os países ocidentais, que temem uma invasão da Ucrânia por parte de Moscou, que mantém quase 150.000 militares mobilizados na fronteira.

A Ucrânia e vários países ocidentais acusaram a Rússia de buscar um pretexto para invadir o vizinho. Os confrontos cada vez mais intensos entre o exército ucraniano e os separatistas poderiam ser, de acordo com as potências, a desculpa perfeita para o Kremlin.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo