…

Banco Central da China declara ilegais todas as transações com criptomoedas

Economia,Mundo

O Banco Central da China decidiu nesta sexta-feira 24 que todas as transações financeiras com criptomoedas são ilegais, uma nova medida regulatória contra este tipo de comércio.

“As atividades comerciais vinculadas a moedas virtuais são atividades financeiras ilegais”, anunciou o BC da China em um comunicado, acrescentando que isto “coloca em grave perigo os ativos das pessoas”.

A cotação das criptomoedas, incluindo o bitcoin, registrou grandes flutuações nos últimos meses. Isso se deu, em parte, devido às regulamentações chinesas, que pretendem prevenir a especulação financeira e a lavagem de dinheiro.

Em seu comunicado, a instituição bancária adverte que aqueles que não respeitarem as normas serão “investigados por responsabilidade penal, de acordo com a lei”.

A decisão proíbe todas as atividades financeiras vinculadas com criptomoedas, como o comércio com criptomoedas, a venda de “tokens”, transações que envolvem derivados de criptomoedas e “arrecadação de fundos ilegais”.

O Banco Central da China afirmou que, nos últimos anos, “o comércio e a especulação com bitcoin e outras moedas virtuais se estenderam, alterando a ordem econômica e financeira, aumentando a lavagem de dinheiro, a arrecadação de fundos ilegais, os esquemas de pirâmides e outras atividades criminosas e ilegais”.

Em junho, as autoridades chinesas informaram que mais de 1.000 pessoas foram detidas por lucrar com atividades criminosas para comprar criptomoedas.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem