Mundo

‘Aqui vamos de novo’: Trump insinua fraude na eleição de meio de mandato nos EUA

O ex-presidente atacou, como de praxe, a votação no país, repetindo o método utilizado em 2020

Foto: JEFF SWENSEN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Donald Trump, que nunca admitiu a derrota nas eleições presidenciais de 2020, disse nesta terça-feira 1º que observou os primeiros sinais de fraude nos votos por correio na Pensilvânia, um estado-chave nas eleições de meio de mandato nos Estados Unidos.

“Aqui vamos nós de novo! Eleições fraudadas!”, declarou o bilionário republicano na sua rede social, Truth Social.

Abaixo da mensagem, ele postou um artigo de um site ativista que afirma que as autoridades da Pensilvânia haviam devolvido centenas de milhares de cédulas a eleitores cuja identidade não havia sido “verificada”.

A acusação foi negada pelos funcionários eleitorais do estado, um dos mais questionados nestas legislativas.

“Os democratas continuam tramando porque sabem que estão com grandes problemas”, declarou Trump na última sexta-feira. “Felizmente, grandes patriotas e autoridades eleitas estão observando tudo isso de perto.”

A votação acontece em um clima particularmente tenso, pois as autoridades temem que a desinformação e as profundas divisões políticas levem a atos violentos. Autoridades eleitorais e legisladores já apontaram para um aumento nas ameaças e nas intimidações.

Em 2020, Trump já havia acusado, embora sem apresentar provas, as autoridades de vários estados de terem vencido ilegalmente as eleições presidenciais e legislativas ao supostamente fraudar a votação pelo correio. Milhões de americanos ainda acreditam nessa teoria.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo