Após identificar coronavírus, China suspende importações de empresa brasileira

Ainda não está claro se o vírus foi encontrado na embalagem ou no peixe congelado

Créditos: EBC

Créditos: EBC

Mundo

Depois de identificar coronavírus em um pacote de peixe congelado, a China vai suspender as importações de uma empresa brasileira de pescados por uma semana. A suspensão vale a partir deste sábado 26, segundo informações da agência Reuters.

Ainda não está claro se o vírus foi encontrado na embalagem ou no peixe congelado. Especialistas afirmam que não há evidência de que a doença possa ser transmitida pela ingestão de alimentos.

A alfândega chinesa já havia informado que suspenderia as importações de empresas que tivessem produtos que testassem positivo pela primeira ou segunda vez para o vírus.

Na semana passada, a China suspendeu as importações de um produtor de frutos do mar da Indonésia.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem