Alemanha tem primeiro caso confirmado de coronavírus

O balanço da epidemia de pneumonia viral na China aumentou a 106 mortes e quase 1.300 novos casos confirmados

Alemanha tem primeiro caso confirmado de coronavírus. Foto: Handout / AFP

Alemanha tem primeiro caso confirmado de coronavírus. Foto: Handout / AFP

Mundo

A Alemanha registrou, na região da Baviera (sul), o primeiro caso confirmado do coronavírus mortal que se propaga na China, anunciou nesta segunda-feira (27) o ministério da Saúde regional.

“Um homem da região de Starnberg está infectado com o novo coronavírus” e “foi posto sob vigilância médica e em regime de isolamento”, anunciou um porta-voz do ministério em um comunicado.

O paciente está “em boas condições em nível médico”, informou o porta-voz sem entrar em detalhes. Seus familiares têm sido informados dos sintomas que podem surgir em caso de doença,  bem como sobre as precauções de higiene que devem tomar.

O balanço da epidemia de pneumonia viral na China aumentou a 106 mortes e quase 1.300 novos casos confirmados foram infectadas neste país, segundo o último balanço oficial de segunda-feira.

O ministério da Saúde da Baviera não deu nenhuma informação sobre o homem, nem as circunstâncias nas quais possa ter se infectado.  Uma coletiva de imprensa está prevista para esta terça-feira em Munique.

A Alemanha tonou-se, assim, no segundo país europeu afetado pelo coronavírus, depois dos três casos confirmados na França em 24 de janeiro. Os três pacientes, um em Bordeaux (sudoeste) e dois em Paris, tinham viajado recentemente à China.

Berlim pediu na segunda-feira a seus cidadãos que evitem viagens desnecessárias à China. Também está considerando uma “possível evacuação”, se quiserem, de seus cidadãos da cidade chinesa de Wuhan, epicentro do vírus.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Compartilhar postagem