Mundo

Alemanha critica possível “atalho” para adesão da Ucrânia à UE

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, denunciou esta quinta-feira um “tratamento de segunda divisão por parte de ‘algumas capitais europeias'”

O chanceler alemão Olaf Scholz.

Foto: Tobias SCHWARZ / AFP
O chanceler alemão Olaf Scholz. Foto: Tobias SCHWARZ / AFP
Apoie Siga-nos no

O chanceler alemão Olaf Scholz afirmou nesta quinta-feira que não é favorável a conceder à Ucrânia um “atalho” para uma adesão à União Europeia (UE) que, segundo ele, “não é um assunto de alguns meses ou alguns anos”.

“O fato de não existir atalho no caminho de adesão (da Ucrânia) à UE é um imperativo de equidade para os seis países dos Bálcãs Ocidentais que desejam há muito tempo entrar para o bloco europeu”, afirmou.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, denunciou esta quinta-feira um “tratamento de segunda divisão por parte de “algumas capitais europeias” a respeito da candidatura da Ucrânia à UE.

“A ambiguidade estratégica sobre a perspectiva europeia da Ucrânia praticada por algumas capitais da UE nos últimos anos fracassou. E deve acabar”, escreveu Kuleba no Twitter.

O chanceler alemão considerou ainda que o presidente francês “Emmanuel Macron tem razão em destacar que o processo de adesão (à UE) não é um assunto de alguns meses ou de alguns anos”.

AFP

AFP
Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.