CartaExpressa

PGR pede arquivamento de inquérito contra Kajuru por suposta ofensa a Gilmar Mendes

Para a Lindôra Araújo, a ausência de manifestação do ministro no prazo estipulado justifica o arquivamento da investigação

Ministro Gilmar Mendes
Apoie Siga-nos no

A Procuradoria-Geral da República se manifestou pelo arquivamento de inquérito que investiga suposta ofensa do senador Jorge Kajuru (PSB) ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

A vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo alega que a ausência de manifestação do ministro no prazo estipulado justifica o arquivamento da investigação.

“Assim, por tratar-se de condição de procedibilidade, não há como se dar continuidade à persecução penal. Há de ser observada, ainda, a exasperação do prazo decadencial para o exercício do direito de representação, uma vez que os fatos imputados ocorreram em 10 de agosto de 2020, período superior aos seis meses estipulados pelo art. 38 do Código de Processo Penal”, disse a PGR.

Em agosto de 2020, em uma entrevista à rádio Jovem Pan, o senador afirmou que as palestras ministradas por Gilmar seriam “venda de sentença”. Kajuru também usou termos pejorativos para se referir ao magistrado.

A manifestação será encaminhada para apreciação do ministro relator do inquérito, Luis Roberto Barroso, que concordará ou não com o arquivamento do feito.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo