Esporte

Centro de Treinamento do Flamengo é interditado pela Prefeitura do Rio

Ninho do Urubu foi palco de uma tragédia no dia 8 de fevereiro que matou 10 atletas adolescentes

Tomaz Silva/Agência Brasil
Tomaz Silva/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Vinte dias depois do incêndio que matou 10 jovens atletas do Flamengo, a Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu interditar, nesta quarta-feira 27, o Centro de Treinamento (CT) do clube, no Rio de Janeiro. Além das 10 vítimas, a tragédia no Ninho do Urubu também deixou três jovens feridos.

O local já foi interditado mais de uma vez pela administração carioca. Em outubro de 2017, a Guarda Municipal havia determinado o fechamento do centro, mas a ordem não foi acatada pelo clube.

Além de não fechar o centro de treinamento, o Flamengo construiu um alojamento utilizando contêineres sem nunca ter pedido licença à prefeitura. Após o acidente, o clube se reuniu com autoridades da prefeitura e ficou decidido que o local não estava apto para funcionar. Mesmo assim, o Flamengo manteve as atividades no Ninho do Urubu e desde o dia 15 de fevereiro, o CT está sendo utilizado normalmente para os treinamentos das equipes.

Leia também: Meninos do Flamengo foram mais uma vítima do racismo estrutural

As secretarias municipais da Fazenda e da Ordem Pública, junto com o Ministério Público do Rio, participaram da operação. A ordem é manter a Guarda Municipal no local assegurando que o centro não irá funcionar até o clube regularizar as documentações.

Leia também: Prefeitura do Rio mandou interditar CT do Flamengo em 2017

Alexandre Putti

Alexandre Putti
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.