…

Mostra de cinema tem como foco infância e educação

Educação

Começa nesta quarta-feira 8 a 3ª edição da mostra de cinema Ciranda de Filmes, que tem como foco a infância e educação e oferece toda sua programação de forma gratuita. Da abertura ao encerramento, no dia 12, a mostra tem como proposta trazer filmes e experiências capazes de sensibilizar e inspirar o público.

O evento ocorre em São Paulo (SP), no Espaço Itaú de Cinema Augusta e no CineSesc, e traz uma programação que conta com a exibição de cerca de 50 filmes, oficinas, rodas de conversa, dentre outras atividades. Para participar das oficinas, é preciso fazer inscrição prévia.

Neste ano, o tema escolhido para guiar a mostra foi ‘Mestres, referências para um tempo de incertezas’, uma tentativa de motivar e orientar as pessoas em tempos tão irresolutos e de crise. Como mestres, estão entendidos não só pessoas, mas também a arte e os espaços de aprendizagem e transformação.

A seleção das obras cinematográficas abarca nacionais e estrangeiros, longas e curtas, documentários e ficções. A produção e curadoria são de Fernanda Heinz Figueiredo e Patrícia Durães.

ciranda de filmes

A animação francesa “Kiriku, Os Homens e As Mulheres”

Representado a área da Educação, destaca-se o nome de José Pacheco, educador português responsável pela fundação da inovadora Escola da Ponte, em Portugal.

A abertura do evento trará a pré-estreia do documentário Do Pó da Terra, que retrata a produção artística em cerâmica do Vale do Jequitinhonha (MG) e aborda a relação do ser humano com o barro desde a infância.

Também estão previstas a exibição dos filmes Quicar: Como a bola ensinou o mundo a brincar, documentário premiado que aborda a paixão pelos jogos com bola, O balão branco, filme iraniano que narra a aventura de uma menina para ganhar um peixinho dourado, além de velhos conhecidos do público como Mary Poppins, Cinema Paradiso e Billy Elliot. Para conferir a programação completa, acesse o site da mostra.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem