Educação

MEC cancela uso do ensino a distância na educação básica

Em nota, Ministério alegou que houve um erro na redação do artigo que permitia o EAD em casos de falta de oferta de disciplinas do currículo obrigatório

Apoie Siga-nos no

O Ministério da Educação (MEC) vai revogar o decreto 9.057 de 25 de maio de 2017 que autorizava a liberação do ensino a distância (EAD) para a educação básica.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação Básica do MEC informou que houve um erro na redação do Art. 9º do Decreto, que trata das situações emergenciais que justificam o uso do EAD. O decreto previa que o EAD fosse utilizado também nos casos em que os estudantes, mesmo matriculados nos anos finais do ensino fundamental, estivessem privados da oferta de disciplinas obrigatórias do currículo escolar.

Com a decisão do cancelamento, o EAD volta a ficar válido somente para os casos de complementação pedagógica e situações emergenciais, conforme detalhado no decreto 5622, de 19 de dezembro de 2005.

Segundo informações do MEC, a retificação será feita ainda nesta segunda 29.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.