Enem: provas serão aplicadas em 21 e 28 de novembro; inscrições começam em junho

Em maio foi ventilada a possibilidade de o exame ser adiado por falta de orçamento. A informação foi desmentida pelo Inep

Entrada dos candidatos para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), na zona norte do Rio. Foto: Tania Rêgo/Agência Brasil

Entrada dos candidatos para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), na zona norte do Rio. Foto: Tania Rêgo/Agência Brasil

Educação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou nesta quarta-feira 2 o edital com as datas de prova do Enem: as versões digitais e impressas serão aplicadas nos mesmos dias, 21 e 28 de novembro.

As inscrições para ambas as modalidades vão de 30 de junho a 14 de julho e devem ser feitas pela página do participante do Inep.

 

 

O edital destaca o uso obrigatório de máscaras nos locais de prova, assim como na última edição, mas não faz menção à obrigatoriedade dos locais em disponibilizar álcool em gel. Os candidatos podem levar o seu próprio produto. Também não há regras sobre o distanciamento entre os candidatos na sala de prova, apenas uma recomendação para que seja respeitado.

Em maio, foi ventilada a possibilidade de um adiamento da prova por falta de orçamento, informação que posteriormente foi negada pelo Inep. O Enem de 2020 foi adiado para este ano e realizado em janeiro devido ao avanço da pandemia.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem