Educação

Enem não será cancelado por suposto vazamento de prova, diz ministro da Educação

Camilo Santana falou em ‘ocorrências pontuais’; o Inep afirmou que a Polícia Federal foi acionada para apurar os casos

Créditos: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

O ministro da Educação, Camilo Santana, descartou nesta segunda-feira 6 um risco de cancelamento da primeira fase do Enem após um suposto vazamento da prova que foi aplicada no domingo 5.

Antes do horário permitido para que os estudantes deixem os locais de prova com o caderno de questões, às 18h30, imagens da prova já circulavam em grupos de Whatsapp. Há também um caso de suposto vazamento da página da redação e dos textos motivacionais para desenvolvimento do tema.

O Inep acionou a Polícia Federal para investigar o caso. Camilo Santana falou em ‘ocorrências pontuais’ e disse que o balanço do primeiro dia de prova foi positivo.

“Foram ocorrências pontuais. Todas as ocorrências estão sendo investigadas pela PF para dar uma resposta”, disse o ministro, que completou. “Balanço geral foi positivo, e todas as questões estão sendo investigadas pela PF, que apresentará para o MEC. Ontem tivemos duas diligências em relação às imagens circuladas. A PF continua apurando e fazendo as investigações necessárias para identificar qualquer tipo de ilícito. Ontem mais de 4 mil pessoas foram desclassificadas, 15 adultos foram presos. Portanto, consideramos que foi um dia positivo na realização da primeira etapa do Enem”.

Ainda no domingo 5, em coletiva de imprensa realizada após a aplicação da prova, o presidente do Inep, Manuel Palácios, descartou o envolvimento de funcionários do órgão no suposto vazamento.

“Não há nenhuma possibilidade de envolvimento de qualquer servidor até porque eles não tiveram acesso à prova antes de aplicação”, disse.

Em um balanço parcial apresentado juntamente com o MEC, os órgãos apontaram que 4293 candidatos foram eliminados do exame por descumprirem regras da aplicação da avaliação, tais como: portar equipamento eletrônico; ausentar-se antes do horário permitido (15h30); utilizar impressos; não atender orientações dos fiscais.

O Enem registrou alta de 13,1% de candidatos inscritos em m relação a 2022, com um total de 3,9 milhões de pessoas. Ainda de acordo com Camilo, 905 candidatos foram afetadas com problemas logísticos, que incluem emergências médicas, interrupções temporárias de energia elétrica e problemas com abastecimento de água. O grupo tem direito a participar da reaplicação do exame, nos dias 12 e 13 de dezembro.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.