Educação

Em semana de recorde de mortes, Distrito Federal anuncia retorno de aulas presenciais

A partir do dia 27 de julho podem retomar escolas e universidades privadas. A rede pública fica autorizada a partir do dia 3 de agosto

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Apoie Siga-nos no

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), publicou um decreto nesta quinta-feira 2 autorizando a retomada de aulas presenciais em escolas e universidades privadas a partir do dia 27 de julho. A rede pública fica autorizada a retomar as aulas a partir do dia 3 de agosto.

O anúncio vem no momento em que o Estado bate recorde de mortes. Na quarta-feira 1, o estado bateu recorde de mortes, contabilizando 33 em 24 horas. O DF tem 50.676 casos de coronavírus e 620 mortes, segundo balando divulgado na quarta-feira 1 pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Em São Paulo, a previsão é de que a retomada das aulas aconteça a partir de 8 de setembro, conforme anunciou o governador João Doria. No Rio de Janeiro, as aulas presenciais na rede pública seguem suspensas até o dia 6 de julho, conforme último decreto publicado pelo governador Wilson Witzel.

Ainda de acordo com as medidas publicadas no Diário Oficial da União, ficam liberadas no estado a retomada de atividades comerciais e industriais, conforme protocolos e agenda específica para cada setor. Os restaurantes e bares, por exemplo, poderão funcionar a partir do dia 15 de julho. Salões de beleza e academias também ganharam aval para reabrirem. Comércios de ruas e shopping centers ganharam novos horários para funcionamento.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.